21 agosto 2009

Como se não bastasse a gripe suína, lá vem mais bomba!!!!

MATÉRIA DIVULGADA EM VÁRIOS SITES DE AGRICULTURA , PORÉM FOI MISTERIOSAMENTE TIRADA DO AR. LEIA, POIS É MUITO PERIGOSO.
Confirmado na última semana o 83º caso de Chagas contraído a partir do Feijão servido nas refeições dos brasileiros. Pelo que foi divulgado pela mídia especializada na última quarta-feira toda a colheita entregue por uma cooperativa de plantadores de feijão (COOVENF) está contaminada com o protozoário da doença de Chagas (tripanosoma cruzi), oriunda do Barbeiro. A doença se alastrou com rapidez, pois a cooperativa atende a mais de 18 empresas que embalam o Feijão e o distribuem para todo Norte, Centro Oeste e Sudeste do Brasil.

foto: inseto em forma de ninfa no lote de feijão.

O que é mais alarmante é que foi constatado que os lotes não foram tirados de circulação, fazendo com que o número de infectados aumente a cada semana.
foto: feijão contaminado

É sabido que já se contraiu CHAGAS a partir dos tipos carioquinha, jalo e preto, porém especialistas da UNIUPS-GO - Universidade Ubirajara Pereira de Souza de Goiás estão analisando se os tipos mulatinho, roxinho e branco também estão contaminados, uma vez que todos são originários da mesma Cooperativa. A Maioria dos doentes estão no sul do estado de Goiás, São Paulo e Minas, porém sabe-se que há casos no Acre, Tocantins, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.
foto: profissional sa UNIUPS examina várias embalagens de feijão contaminada

Infectologistas estão recomendando que se troque temporariamente o feijão por Canjica ou Grão de Bico (imunes ao Chagas) porém, se for indispensável o uso do grão do feijão nas refeições, aconselham que use 4 gotas de dendê ou 2 de vinagre de maçã no feijão que fica de molho pós-lavagem.
Repasse a amigos pois isso é muito perigoso.
fonte:escolaparque.g12.br

Um comentário:

Anakoelho disse...

Oi amiga!
Fiquei preocupada,será q. o q. estamos comendo está...,como saber?
Q coisa hem!
Só a proteção Divina,o Brasil está
um caos mesmo...
Abraço,


Ana.